Tílias News
BRASIL | 05/07/2024 - 17:20:21

Professor e pesquisador do Meio-Oeste catarinense é morto a tiros no nordeste

O pesquisador e professor universitário Saul Galdêncio Neto, de 37 anos, foi morto a tiros na noite da quinta-feira (4), em Fortaleza, no estado do Ceará. Ele era natural de Santa Cecília, no Meio-Oeste de Santa Catarina.

Saul era formado em Medicina Veterinária pela Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) e atuava como pesquisador e professor do curso de Medicina Veterinária da Unifor (Universidade de Fortaleza).

Ele se dedicava a pesquisa de cabras transgênicas que possuem capacidade de produzir um medicamento para o tratamento de vários tipos de câncer. “A Universidade de Fortaleza se solidariza com a família e amigos de Saul, e segue aguardando as investigações das autoridades competentes”, disse a instituição em nota.

Suspeito de matar pesquisador foi preso

O suspeito pelo crime, um funcionário da universidade, foi preso na manhã desta sexta-feira (5), conforme informações repassadas a familiares.

Saul e a namorada teriam dado uma carona para o suspeito na noite da quinta-feira. Ao chegar em um local de pouca urbanização, ele teria revelado as verdadeiras intenções. A namorada do pesquisador tentou fugir e foi atingida por um tiro nas costas, mas foi socorrida. Já Saul foi morto a tiros.

“Apenas posso dizer que a família está devastada. Ele era filho único, muito amado e querido por todos”, disse uma prima de Neto, que preferiu não se identificar por segurança dela e de seus familiares.

O velório do professor será em Santa Cecília, onde a família vive. Porém, ainda não há previsão para a chegada do corpo.

Participe de nosso
Grupo no Whatsapp

Fonte: ND+

Anterior

Atleta do Oeste disputará terceira olimpíada da carreira representando SC

Próxima

Polícia Civil prende 24 pessoas por tráfico, receptação e furto

Últimas Notícias

Mais lidas da semana

X Olá! Para iniciarmos a conversa, por favor escolha uma das opções abaixo:
Fale Conosco via WhatsApp